foto_2-2

O Post hoje é do leitor Kai Alvares, que se ofereceu para escrever um post incrível com um mini roteiro europeu para conhecer 3 lugares maravilhosos para beber muito bem!! Esperamos que vocês gostem!!

O hábito de beber faz parte da maneira de ser social do povo brasileiro e quando viajamos isso não poderia ser diferente. Então, que tal algumas dicas para um roteiro que junte a sede à vontade de beber? Escolhemos três locais da Europa que você não pode deixar de visitar caso seja um apreciador de bebidas.

Mini roteiro europeu para os bons de copo

Toscana

A sua primeira parada não é bem uma cidade, e sim uma região. A Toscana, ao oeste da Itália, é conhecida como uma das maiores produtoras de vinho do mundo – não só em quantidade como qualidade. Alguns dos melhores e mais caros vinhos são produzidos nesses vinhedos e para quem aprecia a bebida, essa é uma parada obrigatória quando se está na Europa.

Florença é um ótimo ponto para servir de base enquanto estiver por ali, pois de lá é fácil seguir até os inúmeros vinhedos que existem por perto. Muitos deles são abertos à visitação e contam com degustação de seus vinhos, como o Petra. Além da bebida, é claro, o local chama atenção por sua arquitetura, que vai render belas fotos de recordação.

Não se intimide por achar que “não sabe nada de vinho“. O que vale nessa viagem é apreciar o sabor, a paisagem e a sensação de ser bem recebido que apenas os italianos podem oferecer. Mas se quiser chegar à Toscana entendendo um pouquinho mais sobre a bebida milenar, sites como o Sonoma, por exemplo, ajudam a esclarecer as dúvidas.

Oktoberfest 2010 - Opening Day

Munique

É claro que a cidade que inventou a Oktoberfest não ficaria de fora. Munique recebe todo ano milhões de visitantes durante a festa de outubro, que tem mais de 200 anos. A cervejada acontece na região central da cidade, em um local conhecido como Theresienwiesen. São mais de 300 mil m² de área aberta e com entrada livre, somente o acesso às tendas onde ficam as cervejarias é controlado.

Lá você vai beber apenas o melhor do melhor. Um processo de seleção rigoroso escolhe seis cervejarias de Munique todo o ano, e só elas fornecerão a bebida durante a festa. Toda a cerveja é produzida exclusivamente para a Oktoberfest e fica armazenada em containers especiais. E prepare-se para beber muito: só são vendidas canecas com capacidade para 1L.

123741_Raised by the World_151

Amsterdam

Continuando o papo sobre a loura gelada, Amsterdam é nossa próxima parada. É lá que fica a maior cervejaria do mundo, a de Zoeterwoude, que pertence àquela marca da famosa garrafinha verde. São 15,5 milhões de hectolitros por ano, mas infelizmente ela não é aberta à visitação. O que não é motivo de tristeza, já que, a Heineken transformou sua fábrica mais antiga em museu, o Heineken Experience.

Todas as atrações foram projetadas para serem interativas. Além dos objetos históricos, você pode cantar no karaokê, interagir com choperias virtuais, passar por um ambiente de música eletrônica e, claro, a parte mais legal: fazer uma degustação orientada.

Além do tour pelo museu, os outros bares da cidade também são um passeio legal. Existem muitas outras cervejas holandesas além da famosa Heineken, e os bares locais são ótimos para viver a cultura típica da cidade. No leste de Amsterdam, procure pela Brouwerij ’t IJ, cervejaria que tem excelentes cervejas orgânicas.

Kai, muito obrigada por este artigo maravilhoso, nós adoramos e temos certeza que os nossos leitores já se animaram para conhecer esses lugares, não é mesmo?

E-mail para contato: viagem@dopaoaocaviar.com.br